De um lado, cientistas com pesquisas importantes para a comunidade. Do outro, jornalistas em busca da notícia. Apesar de um interesse comum – a democratização da informação – há muitos desafios para alcançar esse fim. Pensando nisso, a Superintendência de Comunicação Social (SCS) da Universidade de São Paulo (USP) elaborou o manual “De cientista para jornalista – noções de comunicação com a mídia”, de autoria das jornalistas Luiza Caíres e Aline Naoe. O material traz orientações práticas para facilitar a comunicação entre jornalistas e cientistas.

A publicação destaca tanto os canais de contato com a mídia disponíveis como também ajuda o cientista a compreender como transformar um tema em pauta noticiosa, além de explicar como lidar de maneira mais eficiente com as demandas da imprensa.

“Esperamos que o material seja uma ferramenta útil para melhorar e ampliar a divulgação das pesquisas realizadas em nossa Universidade”, afirma Luiz Roberto Serrano, Superintendente de Comunicação Social da USP.

Apesar de ser voltado para a estrutura de comunicação da USP, o material pode ser adaptado facilmente às demais universidades que buscam ampliar a comunicação para além do ambiente acadêmico.

Para conhecer o manual gratuitamente, acesse:

MANUAL – De cientista para jornalista – noções de comunicação com a mídia

Fonte: USP