Inicio Residências Curso de Especialização em Saúde Coletiva sob Forma de Residência Multiprofissional com Ênfase na Primeira Infância no Contexto do Zika Vírus

Curso de Especialização em Saúde Coletiva sob Forma de Residência Multiprofissional com Ênfase na Primeira Infância no Contexto do Zika Vírus

Coordenação:

Darci Neves Santos – Professora Associada ISC-UFBA

Vice coordenação:

Marcos Pereira – Professor Adjunto ISC-UFBA

Coordenação Pedagógica:

Ana Paula Pereira Barbosa e Carla Santos Pimentel

Docentes membros da equipe gestora:

Profª. Carina Pimentel Souza Batista, Profª. Regiane da Silva Barbosa, Profª. Sheila de Quadros Uzeda, Profª. Camila Barreto Bonfim, Maria Fernanda Silva Azevedo.

Áreas Profissionais:

Enfermagem (2 vagas), Fisioterapia (2 vagas), Fonoaudiologia (4 vagas), Psicologia (4 vagas), Serviço Social (2 vagas), Saúde Coletiva (2 vagas), Terapia Ocupacional (2 vagas).

Duração: 24 meses

Carga Horária do Programa Semanal: 60 horas (48h práticas e 12h teóricas)
Carga Horária Total: 5763 horas
Carga Horária Teórico-prática: 1156 horas
Carga Horária Prática: 4607 horas
Modalidade do Curso: Tempo integral, com dedicação exclusiva

Apresentação
A aprovação de um projeto do ISC-UFBA em 2016 pela CAPES, Ministério da Saúde e CNPq processo 440650/2015-1 Prevenção e Combate ao vírus Zika- permitiu atividades de Pesquisa Ensino e Extensão, agregadas em torno de um projeto comum pelo Desenvolvimento Infantil na Comunidade (DICa), para ampliar o olhar sobre a Deficiência na Primeira Infância, a partir da Atenção Primária.

O Programa de Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva com Ênfase na Primeira Infância no Contexto do Zika Vírus, aprovado pelo edital 001/2017 da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia (SESAB) iniciado em março de 2018. O curso é realizado pelo Instituto de Saúde Coletiva da UFBA (ISC-UFBA) em co-gestão com a Escola de Saúde Pública da Bahia (ESPBa). As atividades são desenvolvidas em Unidades Básicas de Saúde e de Educação Infantil, situadas em quatro distritos sanitários do Município de Salvador.

Após duas edições reestruturou-se o Projeto Político Pedagógico (PPP), a partir das interações estabelecidas e dos primeiros achados do estudo de coorte sobre desempenho comportamental de crianças típicas e daquelas com anomalias congênitas, bem como aspectos nutricionais, auditivos e de saúde na primeira infância, orientando portanto uma ampliação da oferta de cenários de formação, não somente no âmbito das unidades de saúde mas agregando docentes da Faculdade de Educação da UFBA, pela relevância da interlocução entre Educação Infantil e Puericultura, para favorecer crianças e familiares no alcance de níveis adequados de saúde e desenvolvimento nos primeiros seis anos da criança.

Objetivo Geral:

Formar especialistas em saúde pública para o cuidado integral à primeira infância, no âmbito da atenção primária, com ênfase no desenvolvimento infantil e na comunidade, a partir de uma perspectiva interdisciplinar e intersetorial, observando as necessárias relações com os níveis do cuidado especializado.

Objetivos Específicos:

• Reconhecer os impactos dos marcadores sociais: raça, gênero e classe sobre aspectos do desenvolvimento infantil na primeira infância;

• Apropriar-se do conhecimento sobre o racismo estrutural, na perspectiva da interseccionalidade, e suas implicações no desenvolvimento infantil com o intuito de desenvolver práticas antirracistas no âmbito da saúde;

• Atuar de forma humanizada e empática no contato com a comunidade e equipe de saúde, intervindo nos diferentes cenários da atenção primária, incluindo Unidades de Saúde, visitas domiciliares, creches e escolas de educação infantil, centros de assistência social, dentre outros no território;

• Atuar multiprofissionalmente, interdisciplinarmente e transdisciplinarmente na promoção da saúde e na prevenção de doenças e agravos à saúde;

• Atuar de forma integral no cuidado às famílias, através de ações interdisciplinares e intersetoriais, visando assistência e a inclusão social das pessoas com limitações na área da saúde;

• Atuar com a equipe multiprofissional na coordenação do cuidado para apoio psicossocial de familiares e estimulação oportuna da díade cuidador-criança na atenção primária;

• Compreender a importância das políticas públicas e da promoção do desenvolvimento infantil para o avanço social, adotando estratégias no âmbito da Atenção Primária para garantia desse direito de forma integral e contextualizada;

• Compreender a noção de Território, sua relação com o processo saúde-doença-cuidado e modos de vida, desenvolvendo estratégias de abordagem interdisciplinar e intersetorial neste espaço, incluindo a educação, assistência social e redes de suporte comunitárias;

• Apropriar-se do conhecimento epidemiológico necessário para compreender e realizar análise da situação de saúde do território, com ênfase no desenvolvimento infantil;

• Avaliar crescimento e desenvolvimento infantil, sendo capaz de identificar e intervir em fatores de risco de forma adequada e integral, potencializando as ações de pré-natal e puericultura no âmbito da Atenção Primária, bem como incorporar os aspectos psicossociais nas práticas de saúde;

• Desenvolver estratégias para abordagem específica da Síndrome Congênita do Zika Vírus, demais deficiências e níveis de atrasos no âmbito da Atenção Primária, envolvendo medidas preventivas, de vigilância, diagnósticos, e intervenção precoce realizando acolhida familiar neste espaço de Atenção;

• Desenvolver habilidades para abordagem do contexto familiar com participação do Agente Comunitário de saúde, incrementando possibilidades de atenção integral, viabilizados pelos distintos recursos disponíveis nos espaços de atuação;

• Estabelecer e manter interlocução com as equipes de escolas de educação infantil no território, para apropriar-se das questões relativas aos aspectos pedagógicos que se beneficiariam desta interlocução com a saúde e realizar oficinas quando apropriado;

• Exercer sua profissão de forma articulada ao contexto social, entendendo-a como uma forma de participação e contribuição social;

• Expressar-se adequadamente através de registros científicos e técnicos, bem como analisar criticamente produções científicas, além de produzir conhecimento a partir das necessidades do serviço;

• Participar e promover ações voltadas ao controle social da saúde;

• Praticar o matriciamento, objetivando contribuir para a organização de uma linha de cuidado aos indivíduos e à coletividade, com enfoque na primeira infância.

• Promover a coordenação do cuidado, potencializando os fluxos de comunicação e articulação das Redes de Atenção à Saúde (RAS)

• Promover educação permanente a partir da integração com as equipes de saúde (de referência e de apoio matricial), equipe de residentes, educadores de creche e pré-escola e comunidade;

• Realizar atendimentos domiciliares a crianças, utilizando como eixo norteador o projeto terapêutico singular;

• Realizar consultas de puericultura conjuntamente com o profissional de enfermagem e quando possível incluindo o Agente Comunitário de Saúde numa estratégia subsequentes de educação continuada, visando o entendimento sobre inserção dos aspectos desenvolvimentais no monitoramento de saúde e crescimento infantil;

• Desenvolver grupos de estimulação para a díade cuidador criança visando promover o desenvolvimento infantil das crianças frequentando o programa de puericultura da Unidade;

• Reconhecer a saúde como direito e condições dignas de vida e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência em todos os níveis de complexidade do sistema de saúde e da assistência social;

• Respeitar os princípios éticos inerentes ao exercício profissional.

Metodologia: O curso adota a perspectiva ideológica das metodologias ativas que visa um processo de aprendizagem mais dialógico, que valoriza o conhecimento prévio do discente, mais próximo ao cotidiano dos serviços vivenciados pelos residentes e que favorecem um olhar reflexivo acerca da realidade. As atividades teórico-práticas buscam articular os conteúdos com a experiência prática vivenciada no serviço, aproximando saberes teóricos e práticos através de turnos pedagógicos, sessões científicas, seminários de eixos transversais, oficinas de produções cientificas, tutorias compartilhadas (interdisciplinar) e de núcleo (por categoria profissional), oficina de avaliação pedagógica, estudos dirigidos, orientação para elaboração do Trabalho de Conclusão da Residência. Essas atividades serão desenvolvidas a partir de quatro ciclos de aprendizagem (Saúde Coletiva, Desenvolvimento Infantil, Intersetorialidade, Políticas Socais), sendo cada ciclo trabalhado durante um semestre. As atividades teórico-práticas são conduzidas por docentes colaboradores. As atividades práticas em serviço são acompanhadas por preceptores das unidades de saúde dos Distritos Sanitários onde os residentes estão alocados.

Docentes colaboradores: o corpo docente é composto por 30 colaboradores desempenhando funções de tutoria, apoio pedagógico e orientação de Trabalho de Conclusão de Curso (TCR). Agregamos docentes das seguintes instituições: Universidade Federal da Bahia (UFBA), Escola de Saúde Pública da Bahia (ESPBa), Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Preceptores: profissionais da saúde que atuam na Atenção Primária à Saúde no município de Salvador-Ba, em Distritos Sanitários onde estão alocados os residentes.

Membros do Colegiado e respectiva representação:

• Darci Neves dos Santos (coordenação geral);
• Marcos Pereira (vice coordenação);
• Samira Safadi Bastos (representante dos tutores);
• Patrícia Santos de Azevedo (representante dos preceptores);
• Zirlene dos Santos Matos Rebouças (representante dos discentes);
• Ana Cátia Mendonça Menezes (representante da Secretária Estadual de Saúde da Bahia -SESAB);
• Patrícia Andrade (representante da Secretária Municipal de Saúde-SMS).

Informações

Secretaria das Residências do ISC (Instituto de Saúde Coletiva)

Endereço: Rua Basílio da Gama S/N – Canela
Salvador, Bahia. CEP 40110-040

Tels.: (71) 3283-7409
E-mail: residenciasisc@ufba.br

Vídeo – “Evolução recente e tendência da Covid-19 no Brasil”

Assista, na íntegra, ao vídeo de transmissão do seminário “⁣Evolução recente e tendência da Covid-19 no Brasil” realizado nesta sexta-feira (08). A sessão contou...