Com informações de Luciellen Lima – Rede CoVida

A Rede CoVida – Ciência, Informação e Solidariedade apresenta na terça-feira, 12 de maio, às 20 horas, o webinar “Como cobrir a pandemia de Covid-19 no Brasil?” e um material de apoio para os profissionais de comunicação que inclui um documento de orientações para jornalistas, um glossário de termos e a newsletter “Ferramentas Covid-19”. A apresentação contará com convidados para discutir questões relacionadas à cobertura jornalística do coronavírus.

O webinar “Como cobrir a pandemia de Covid-19 no Brasil?” terá a participação de três convidados: o presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Marcelo Träsel, que falará sobre a utilização de dados na cobertura da Covid-19; a jornalista de Ciência do Jornal O Globo, Ana Lucia Azevedo, que abordará a rotina jornalística na cobertura da pandemia; e a coordenadora de Comunicação e Jornalismo do Instituto Oswaldo Cruz (IOC / Fiocruz), Raquel Aguiar, que explicará as peculiaridades da disseminação de informações no contexto do novo coronavírus. A apresentação do material será feita pela jornalista e pesquisadora de comunicação da Rede Luciellen Lima. O evento on-line será mediado pela jornalista e coordenadora da comunicação da Rede CoVida Raíza Tourinho.

Inscreva-se no webinar: abre.ai/coberturapandemia ou assista pelo canal youtube.com/cidacsfiocruz

Assine a newsletter: https://covid19br.substack.com/subscribe?

O Material

A ideia de elaborar o material surgiu a partir da observação de inúmeras modificações na rotina jornalística causadas pela pandemia. Vários procedimentos passaram a fazer parte do trabalho num contexto complexo formado a partir do avanço da Covid-19. Não é apenas uma questão de saúde. Envolve também política, economia, aspectos sociais, ciência e até mesmo matemática, estatística, gráficos e predições. Além de atuar no enfrentamento da disseminação do vírus, a imprensa também luta na guerra contra a desinformação.

O material especial destinado a jornalistas reúne indicações para a cobertura no contexto brasileiro, apontando o que se deve evitar, quando ter cautela, quais os melhores caminhos a seguir e os cuidados ao analisar números e fazer comparações entre dados de países e regiões diferentes. O material preparado pela Rede CoVida abarca ainda orientações de prevenção no trabalho da imprensa dentro e fora das redações, tendo em vista que o jornalista tanto pode ser contaminado quanto pode contaminar pessoas. Essas informações estão presentes nas Orientações e na newsletter Ferramentas Covid-19.

Além desses itens, o Glossário inclui mais de 70 verbetes amplamente utilizados no contexto da pandemia. Sabemos que os profissionais da imprensa estão tendo que lidar com um vocabulário cheio de termos técnicos e o significado correto de cada um deles é essencial para não confundir o público e passar as orientações adequadas. O glossário foi elaborado com o auxílio de pesquisadores da Rede CoVida.

O material completo está disponível e na seção “imprensa” no site da Rede CoVida: https://covid19br.org/imprensa/