Os desafios para produzir e distribuir a vacina Anti-Covid em um país com dimensões continentais como o Brasil serão discutidos no webinário “Desafios da produção e acesso da vacina Anti-Covid”, promovido pela Rede CoVida em parceria com a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e a Associação Brasileira de Economia da Saúde (Abres). O evento ocorre nesta quinta-feira, dia 23 de julho, das 16h às 18h, e finaliza um ciclo de três webinários sobre a vacina anti-Covid.

Para falar sobre a produção, o  evento reúne a presidente da Fiocruz, Nisia Trindade, e o diretor do Butantan, Dimas Covas, os centros de pesquisa responsáveis pela produção e realização de testes da fase 3 das vacinas contra Covid-19 com desenvolvimento mais avançado no mundo, respectivamente, a da Oxford/AstraZeneca e a chinesa Sinovac. A ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, Carla Domingues, familiar com os desafios de distribuição da vacina diante das especificidades brasileiras, finaliza a mesa de apresentadores do webinário.

O debate ficará por conta do vice-presidente da Abrasco, Reinaldo Guimarães, e de Érika Aragão, professora do Instituto de Saúde Coletiva da UFBA e presidente da Abres. Os mediadores serão a presidente da Abrasco, Gulnar Azevedor, e o coordenador do Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (Cidacs/Fiocruz Bahia) e da Rede CoVida, Mauricio Barreto.

O webinário ocorre mediante a inscrição pelo Zoom, com vagas limitadas, e será retransmitido pelo youtube do Cidacs:

Participantes:
Nísia Trindade – Presidente Fiocruz
Dimas Covas – diretor Instituto Butantan
Carla Domingues – ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunização (MS)

Debatedores:
Reinaldo Guimarães – Vice-presidente da Abrasco e UFRJ
Érika Aragão – Professora do ISC/UFBA, Presidente da Abres e Rede CoVida

Mediadores:
Gulnar Azevedo – Presidente da Abrasco
Mauricio Barreto – Coordenador do Cidacs e Rede CoVida