Com aumento da pobreza, manutenção de programas como Bolsa Família e Saúde da Família poderia evitar na  mortalidade de mais de 20 mil crianças até 2030.
Estudo feito por grupo de pesquisadores, liderado pelo Prof.  Davide Rasella (ISC/UFBA) é publicado pela revista científica norte-americana PLoS Medicine