Foto: Laís Aranha / ELSA-BRASIL

Com mais de 15 mil participantes, o Estudo Longitudinal da Saúde do Adulto (ELSA-Brasil) vem construindo um retrato inédito sobre o surgimento e evolução de doenças crônicas não transmissíveis no país. O trabalho é destaque na mais recente edição da revista Pesquisa Fapesp, que aponta a associação de dois tipos de distúrbios psiquiátricos, a depressão e a ansiedade, com o maior risco de doenças cardiovasculares, infarto e acidente vascular cerebral.

Para chegar a esses resultados, os pesquisadores avaliaram os hábitos de vida e a saúde de 15 mil servidores (UFBA, UFMG, UFES, UFRGS, USP e Fiocruz), em seis capitais brasileiras, durante 10 anos, entre 2008 e 2018.

Na Bahia, o estudo é desenvolvido na UFBA, sob coordenação do Instituto de Saúde Coletiva (ISC/UFBA). Entre os artigos citados pela reportagem da Fapesp, dois foram liderados pela equipe do ELSA-Brasil de Salvador.

O primeiro, publicado em 2018 na Public Health Nutrition, analisou diferentes padrões alimentares, incluindo os alimentos ultraprocessados. O estudo comparou a dieta de três grupos de pessoas nascidas em diferentes décadas. “O que mais nos assustou é que a geração mais nova está consumindo mais alimentos ultraprocessados, refrigerantes, doces, que as outras gerações”, comenta Sheila Alvim, professora do Instituto de Saúde Coletiva da UFBA e coordenadora do ELSA-Brasil em Salvador, na entrevista à Fapesp.

O outro trabalho citado na matéria foi publicado em janeiro deste ano na revista SAGE Open Medicine. Neste, alertou-se para a necessidade de reduzir o tempo contínuo de inatividade física diante da televisão, computador e celulares, com mais paradas para breves caminhadas ou alongamentos.

Ao todo, 227 artigos científicos já foram publicados com base no ELSA-Brasil. A quarta onda de realização de exames e entrevistas presenciais dos participantes do estudo deve começar em 2021.

Para ler a matéria completa da revista Pesquisa Fapesp, acesse o link abaixo.

http://revistapesquisa.fapesp.br/2019/03/14/o-peso-das-emocoes-sobre-o-coracao/