Foto: Arquivo/Agência Brasil

Com informações do jornal GGN

Pesquisadora brasileira Enny Paixão, que é associada do Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (Cidacs), braço do Instituto Gonçalo Moniz/Fiocruz Bahia, foi escolhida como a melhor de 2019 na premiação londrina The Bradford-Hill Prize, na Inglaterra.

Paixão realizou o doutorado em epidemiologia na London School of Hygiene & Tropical Medicine, como bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em Londres. E, durante o desenvolvimento de sua tese, esteve sob orientação da professora Laura Rodrigues, uma das parceiras do Cidacs.

Paixão é enfermeira de formação, mestre em Saúde Coletiva pelo Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e atua nas pesquisas da Plataforma Zika, que investiga as consequências do vírus no Brasil e foi estruturada pelo Cidacs, em parceria com instituições brasileiras e internacionais.

Leia na íntegra:

Em Londres, tese de pesquisadora brasileira é considerada a melhor de 2019