19 de abril. A data escolhida para se comemorar a cultura indígena é também um momento oportuno de reflexão e crítica. Há mais avanços ou retrocessos na política indigenista do Brasil? Com a palavra, Rosilvaldo Ferreira da Silva, mais conhecido como Cacique Babau, líder da comunidade Tupinambá de Serra do Padeiro, localizada no distrito de Olivença, no município de Ilhéus, e que abriga mais de 4,6 mil indígenas.

Ele foi o convidado do Instituto de Saúde Coletiva para discutir sobre saúde e outros direitos indígenas. A presença de Babau no ISC/UFBA aconteceu em um momento de mudanças, como a quase extinção da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), a transferência da Fundação Nacional do Índio (Funai) para o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, além da migração da competência de demarcar terras indígenas para o Ministério da Agricultura.